As preposições simples e contraídas do italiano

– Anna arriva in aereo?
– No, arriva in treno.
– A che ora?
– Alle tre.
– Quindi tra cinque ore.
– Dov’è il mio libro di matematica?
– Sulla tua scrivania.
– Non lo vedo!
– Forse è sotto gli altri libri.
– L’ho trovato, era sullo scaffale.

Como perceberam nos pequenos diálogos, as preposições são amplamente usadas no italiano, assim como em qualquer língua estrangeira. Não são raras as vezes que ouço alunos reclamando sobre o quanto é difícil, no início dos estudos, entender o seu uso, sobretudo quando diferem dos da língua portuguesa. No inglês e no alemão (línguas que estudo até hoje) nem sempre é fácil saber qual usar. Contudo, a meu ver, é necessário primeiro entender o que são as preposições e para que servem.

A preposição (lat. praepositiōne) é uma palavra invariável que colocada antes de um substantivo, adjetivo, pronome e inúmeros advérbios relaciona-os mutuamente, formando, por sua vez, complementos e proposições. Na língua italiana existem inúmeros complementos (complemento di termine, di argomento, di abbondanza, etc.), que estudaremos um a um nos próximos posts. As proposições italianas simples são di, a, da, in, con, su, per, tra, fra, que contraídas (articolate) com os artigos definidos (articoli determinativi) il, lo, l’, la, l’, i, gli, le formam as preposições contraídas (preposizioni articolate). Observem a tabela abaixo:

Microsoft Word - preposizioni_semplici_articolate_doc

Naturalmente, não podemos consultar a tabela acima todas as vezes que falarmos ou escrevermos em italiano, seria absurdo. Contudo, aconselho que comecem a prestar atenção na regência verbal e nominal, consultando um bom dicionário, pois é ela que nos indicará qual preposição usar, se é simples ou articulada ou se não devemos usá-las. Um bom exemplo é o verbo “sognare”, que na sua forma transitiva pode ou não ser regido por preposição:

Ieri sera ho sognato te. (Ontem à noite sonhei com você)
Ho sognato il mare . (Sonhei com o mar.)
Carlo ha sognato di essere medico. (Carlos sonhou que era médico.)

Em uma tradução, devemos lembrar que sonhar é também um verbo transitivo indireto regido pelas preposições “com” e “em”. Mas, sobre essas questões, falaremos depois.

Arrivederci e buono studio!

Rispondi

Inserisci i tuoi dati qui sotto o clicca su un'icona per effettuare l'accesso:

Logo WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione /  Modifica )

Google+ photo

Stai commentando usando il tuo account Google+. Chiudi sessione /  Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione /  Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione /  Modifica )

w

Connessione a %s...

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.